sábado, 3 de janeiro de 2009

Vamos começar lavando os pratos.


Em 2005 ganhei de uma amiga um monte de músicas muito especiais gravadas num CD. Cuidado e carinho na intenção, na seleção, na capinha, na forma de entregar o presente (esse veio com flores). As pessoas mais queridas sempre me deram música. De uma forma ou de outra. Hoje peguei esse presente pra ouvir e uma música de O Som do Sim, do Herbert Vianna, me tirou da melancolia: Vamos Viver. Repeti, repeti, repeti e me prendi à alegria que ela tem na letra, na veia do compositor, na voz infinita da Sandra de Sá. Veio como alento pros meus receios, pra minha ansiedade, e me ajudou a preparar o espírito pro ano que chegou. O meu 2009 começa como uma nova etapa, e não só como um marco simbólico. Às vezes a vida muda junto com o ano. Às vezes muda até com a lua.

“Vamos viver só de amor” não tem nada de utopia. É um convite a buscar um sentido novo em tudo. A vida, o trabalho, o supermercado, os pratos na pia, os discos na prateleira, o aluguel, a dor, a chuva, tudo isso tem outra cor quando a gente se prende ao que realmente interessa. Ao que é essencial: ter com quem contar pra poder falar dos próprios medos e assim eliminar pelo menos mais um. Sentir que você é muito importante pra muitas pessoas. Sorrir de alegria sem saber exatamente o motivo. Ganhar de presente a música e guardá-la pra sempre. Sobre todas as coisas, sob todas as formas, sempre há um motivo "pra se viver do amor".


6 comentários:

Anônimo disse...

Ei, Elena!
Que texto delicioso de ler.
Vou recebê-lo como um presente teu.
Beijo carinhoso, Dea

Elena disse...

Ei, querida! Assim seja, então. Beijos, saudades.

Sofia Fada disse...

Elena, que lindo! Adorei te conhecer ontem e agora, lendo mais calmamente seu blog, adorei te encontrar aqui também!
Seus textos são muito bons, este, especialmente, me lembrou que sim, é possível acreditar no amor e lutar por ele.

bjs, bjs, bjs
Sofia

Elena disse...

Ei, Sofia! Adorei te conhecer também. É muito bom quando a gente reconhece rapidamente uma pessoa especial.
Ah, e o amor... o amor... Obrigada pelo comentário. Muitos beijos pra você.

Cris Rosa disse...

Viver de amor, viver no amor e pro amor... Quem bom amiga, que vc está no centro desse triângulo amoroso.
Fico feliz por vc começar 2009 rindo sem motivo, só por amor!

Cris Rosa
wwwfurtacor.blogspot.com

Elena disse...

Pra você, Cris, a última estrofe de "Pra se viver do amor", do Chico.

"É por isso que se há de entender
Que o amor não é um ócio
E compreender
Que o amor não é um vício
O amor é sacrifício
O amor é sacerdócio
Amar
É iluminar a dor
- como um missionário"